2.13.2009

Entre La Habana e São Paulo















































“Entre La Habana e São Paulo”
intercâmbio entre gravadores brasileiros e cubanos
Durante a semana de 23 de maio a 1 de junho de 2008, os artistas do Taller Experimental de Gráfica estiveram no Ateliê de Gravura do SESC Pompéia participando de uma série de atividades que envolveram oficinas, exposição coletiva sobre a obra do escritor Alejo Carpentier e palestra com o diretor do Taller Experimental, Raimundo Respall.

No ateliê de gravura, os artistas produziram um álbum de xilogravuras que condensa a experiência e a troca entre os diversos participantes.


artistas cubanos
Luis Lara Calaña / Julio Cesar Peña Peralta / Orlando Montalván

artistas brasileiros Ana Paula do Val / Cleiri Cardoso / Christian Von Ameln / Cleber Alexsander / Cristina Paiva / Danilo Juliano / Denis Araújo / Fabrício Lopez / Flavio Castellan / Lucas Diego Reynoso / Luciano Ogura / Marcelo Heleno / Salete Mulin / Otavio Zani Teixeira / Sérgio Antunes / Teresa Yasuda / Thais Larizzatti / Ulysses Boscolo / Vanessa Souza / Yili Rojas

Realização Sesc Pompéia e Associação Cultural Jatobá
Coordenação: Fabricio Lopez
Fotos: Rogério Nagaoka


VITRAL

vitral


VITRAL
Instalação específica para a vitrine da galeria do SESC Avenida Paulista.
de fevereiro/2005 a março/2006 >>SESC Avenida Paulista: Av. Paulista, 119 - São Paulo SP

Teu tempo não te pertence. Teu tempo não te pertence e o brilho das vitrines te cega os olhos. A buzina dos carros é mais audível que a tua fala. Banners, flyers, folders, papers, proprietários da paisagem encurtam o horizonte de uma cidade que de tão grande, ficou minúscula. Sem espaço de manobra. Os meios de comunicação fazem esforços redobrados para manter-se transparentes. Tentando ser invisíveis, te fazem transparente. VOCÊ E TODA A SUA FAMÍLIA. A TV não é verdadeira nem quando está desligada. Corre, então, corre. Teu tempo não te pertence. Corre. Pra quem? Pra quem você corre? A mais paulista das avenidas é uma avenida como outra qualquer: o carro a domina, a vitrine a reflete, a propaganda a enfeita. Do alto antenas propagam o consenso. Na rua se entrevê mesmice na novidade. VITRAL é uma reflexão translúcida sobre a normalidade.

Realizacão : Espaço coringa e Associação Cultural Jatobá - AJA - Coordenação: Anderson Rei e Chico Linares